Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Amor em poesia torta

Hoje eu não serei um poeta,
Hoje eu não irei escrever como de costume
Hoje, escrevo em linhas tortuosas e sem rima,
Hoje escrevo sem apagar ou corrigir.
Escrevo a ti linhas que traduzem sentimentos,
Uma tradução direta que salta do meu coração
Nessa poesia desajeitada, lhe digo que te amo
Lhe digo que quando olho ao céu e respiro
Transbordo meus pulmões de amor levados direto ao coração
Quando olho ao chão, procuro o caminho mais rápido até você
Quando olho para você, não procuro nada, pois já encontrei tudo
Nestas linhas desencontradas, te digo de coração
Palavras que vem da minha alma, onde estiver, de alguma forma estarei
Nestas linhas, algumas maiores e outras menores te digo,
O amor tem altos e baixos, mas sempre acima de tudo eu te amo
Amo-te em teu jeito de falar,
Amo-te em tua beleza graciosa,
Amo-te em teu jeito de caminhar
Na doçura da tua voz, no ar da tua respiração...amo-te sempre
Seja a vida como for, por caminhos retos ou tortuosos
Esteja o dia ensolarado ou em meio a tempestade
Em dia de alegria ou nas lágrimas de tristeza
A verdade, é que te amo sempre, por tudo ou por nada
Sempre, nunca, agora ontem ou amanhã, te amo
Te amo para sempre...

Escrito por renatto Draconnnis

Nenhum comentário:

Postar um comentário